Queimadas na Amazônia

   “I am Mother” é um filme de ficção científica que retrata a vida de uma adolescente criada por uma mãe robótica. Essa foi uma invenção humana programada para repovoar a Terra após um evento de extinção. A máquina se tornou uma inteligência artificial consciente, e percebeu a natureza autodestrutiva dos homens. Assim, com o intuito de proteger o planeta das ações humanas nocivas, o final revela que a robô foi a responsável por extinguir a espécie humana. Fora da ficção, as ações humanas têm impelido o planeta Terra para um estado negativo e alarmante, tornando-o cada vez mais próximo de ser inabitável. Atualmente, uma representação desse cenário são as queimadas descontroladas que estão ocorrendo na floresta amazônica há mais de vinte dias. Estas estão sendo causadas por ações humanas acrescidas de fatores climáticos.

   A Amazônia é uma região de queimadas naturais devido aos períodos de seca, o que faz com que todos os anos esses incêndios aconteçam.  Mas este ano os focos de queimadas cresceram 70%. Isso ocorreu por muitos produtores rurais, criadores de gado e outras pessoas da região contribuírem para a extensão dessas com a declaração do “dia do fogo”, uma massa de incêndios criminosos que objetivavam alertar o governo acerca das dificuldades de produção na região norte.

    Os incêndios iniciaram-se na Amazônia, mas estenderam-se para outros estados como Acre, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Partes dos incêndios e grandes ondas de fumaça atingiram as regiões sul, sudeste e centro-oeste com a influência de correntes de vento, alastraram-se também para outros países, como Argentina, Uruguai e Peru.

    De forma simultânea ao incêndio da região norte, está ocorrendo um incêndio há dias na tríplice fronteira (Brasil, Paraguai e Bolívia). Este, por influência de frentes frias, causou escuridão durante o dia na cidade de São Paulo no dia 19 de agosto. A escuridão foi seguida por uma chuva de coloração escura, gerada por partículas poluentes do ar que se prenderam ás nuvens.

    As queimadas possuem um teor baseado em questões econômicas, sem pensamentos futurísticos em suas consequências. A exacerbada quantia de fumaça proveniente do fogo prejudicou a qualidade do ar, que causou mortes,  e tem afetado principalmente a saúde de crianças, idosos e pessoas com problemas respiratórios. As fumaças reduzem a visibilidade, o que gera acidentes entre automóveis e fechamento de aeroportos. Além disso, as queimadas liberam gases poluentes para a atmosfera, que agravam o aquecimento global. Causam também a morte da fauna e da flora, que são extremamente importantes para o equilíbrio biológico.

    “Qual será nossa escolha: degradação ou recuperação, escassez ou fartura, compaixão ou cobiça, amor ou medo, tempos melhores ou piores?” (Carl Safina) Desse modo, é possível afirmar que o destino do planeta está sobre responsabilidade humana. E como garantia de vida das próximas gerações, devemos proteger a floresta que abriga a maior biodiversidade do planeta. Isso pode ser feito através de fiscalizações com maior efetividade por parte do governo e conscientização sustentável por parte de cada um de nós.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *