O arrefecer amoroso

Já me cansei de falar sobre o amor
Pois fui tomado pela dor
Escreverei agora sobre meu sofrimento
E sobre as dores que sinto a cada momento

Sobre as lágrimas que estão a cair
Pois tudo está a decair
Quero sair deste mundo
Onde um depressivo é considerado um ser imundo

Já ouvi dizer que a depressão é como uma sereia
E na praia da vida eu escutei seu canto
Nessa praia a tristeza era como a areia
E não pude deixar de cair no seu encanto

Sou apenas mais uma voz na multidão
Querendo sair dessa solidão
Estou a me afundar nessa areia
Como se estivesse na forca dançando sobre a cadeira

Como ir ao Everest sem preparação
Como se jogar de um prédio sem pensar no chão
Já não creio mais no amor
Pois isso sempre me causa dor

Então abracei a solidão
Pois tudo parece ser em vão
Já não preciso mais de um coração
Pois não quero mais ficar nessa situação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *