] insira o título aqui V [

Dizem que não faz bem pensar demais. Não faz bem passar a vida buscando estender coisas incompreensíveis. Pensar demais pode ser tanto dádiva quando desgraça. É o que dizem.
Dizem que fazer demais faz mal. Não faz bem passar todas as horas de todos os dias trabalhando por algo que se almeja e esquecer as relações que nos fazem humanos. É o que dizem.
Costumamos dizer demais e fazer de menos. As pessoas escolhem não pensar demais, porém acabam não pensando. Escolhem não fazer demais e acabam não fazendo absolutamente nada e se esquecendo de uma das palavras mais importantes em nosso vocabulário: equilíbrio.
Pensar demais seria a tentativa de entender cada átomo existente, coisas complexas ou até mesmo as simples como o porquê de nossos olhos serem separados e nunca termos visto nós mesmos sem o auxílio de uma invenção humana, o espelho, que nem se aproxima da habilidade de nossos olhos.
Fazer demais seria tentar suprir atividades além da capacidade humana. Quando aponto tal definição, penso em algo doentio, pois as pessoas têm vidas diferentes, motivos diferentes, assim como escolhas diferentes. Portanto não cabe a nós julgá-las. Mas tentar construir uma máquina que leia a mente humana, ou que não permita que o livre arbítrio do homem se manifeste, esta sim seria, em meu ponto de vista, fazer demais.
Pensar de menos, ou seja, não pensar seria uma outra coisa diferente: desinteresse.
Uma ideia acaba por me ocorrer: estaria eu, pensando demais? Se assim for, não quero que minha mente se ocupe em pensar demais e escrever sobre pensar de mais enquanto faço de menos. Tal ciclo precisa ser interrompido, mas não encontro uma form…

1 comentário em “] insira o título aqui V [”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *