Futuro profissional: Sonho ou objetivo ?

Perguntas como: O que você vai fazer depois que se formar? Qual profissão você sonha em seguir? Qual seu objetivo de vida? O que você vai ser? Muitas vezes ficam sem suas esperadas respostas concretas. Não é simples respondê-las, pois elas envolvem diversas particularidades.

Ouvir tais ou semelhantes indagações com réplicas precisas são fatos de se admirar. Pessoas que têm objetivos bem definidos e sabem exatamente o que almejam para o futuro desde jovens são diferenciadas. Afinal, é difícil saber exatamente o que se deseja pra uma futura vida profissional.

Sonhar é algo natural de todos os seres humanos. Alguns sonhos são meras fantasias inatingíveis, outros são passíveis de realização e até mesmo estão mais próximos do que se imagina. É fundamental saber diferenciar sonho e objetivo. Eles podem estar interligados em certos casos, mas também podem ser completamente distintos em outras ocasiões.

Os sonhos são desejados por si só, são imutáveis, ou seja, não mudam com a interferência de fatores externos. Já os objetivos se alteram de acordo com a configuração de cada situação específica. O mesmo acontece com a trajetória planejada para se alcançar a tão esperada carreira profissional de sucesso. Desde a infância, são criados sonhos nos quais todos idealizam o que pretendem se tornar. Mas essas ideias, na maioria das vezes, deterioram-se com o tempo e acabam sendo alteradas. Assim se tornam em objetivos, pois tiveram que se adequar às situações proporcionadas pela vida. Sendo assim, o sonho nunca acaba, mas, infelizmente, é colocado em posição secundária porque ocorrências exteriores o tornaram inviável.

Será que priorizar os objetivos e deixar os sonhos de lado é algo correto? Será que é possível ser feliz no que se faz mesmo não sendo um sonho pretendido durante toda uma vida ? A resposta para essas perguntas vai de acordo com a concepção de sucesso que cada indivíduo específico possui. Porém é essencial ressaltar que se a realização de desejos pessoais fosse condição de felicidade, grande parte da humanidade seria frustrada, e isto não se aplica na prática. Sendo assim, é possível afirmar que alcançar objetivos traz felicidade, mas priorizá-los traz uma tremenda monotonia à vida. Afinal isto seria algo completamente previsível, todo indivíduo deve possuir seus sonhos, por mais simples que sejam. Eles que irão fantasiar as coisas que são previsíveis e mostrar que em tudo o que é planejado existe a presença de algo abstrato, que vai além do que é concreto, proporcionando as emoções mais variadas. Desde a glória até ao fracasso.

É fundamental a compreensão de que nem sempre haverá elementos minuciosamente programados que sejam capazes de garantir o sucesso de cada um. Deve-se saber mesclar a realidade com as coisas abstratas, para que, quem sabe algum dia, elas também se tornem concretas. Sonhar é necessário, os sonhos potencializam os objetivos quando ambos possuem características em comum. Sendo assim, é de suma importância saber conectar esses elos um ao outro para que um dia eles se consolidem como consequência de empenho e muita dedicação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *