Falem bem ou falem mal…

 

O sábado foi um dia de muito agito na conhecida Praça Antônio Carlos, que sediou o evento IF na Praça. Tratando-se da exposição de uma das escolas mais “conhecidas” da cidade, não poderia ter resultado em outra coisa senão em um grande público. Coloco o “conhecidas” entre aspas porque, embora a instituição seja de muita qualidade, a população machadense não costuma imaginá-la como ela realmente é. Infelizmente, em torno do Instituto Federal, giram diversos pré-conceitos que vêm desde a época da Escola Agrícola (pasmem: muitos ainda chamam-na assim). Pois bem, é aí que começa o sucesso do evento.
whatsapp-image-2016-10-22-at-18-32-34

Os alunos e servidores do IF fizeram aquilo que sabem fazer de melhor: mostraram serviço! Com diversas tendas que demonstravam os setores explorados na escola, eles apresentaram a qualidade dos produtos da cooperativa e expuseram trabalhos e protótipos criados em projetos por alunos.

 

whatsapp-image-2016-10-22-at-18-32-25

Além disso, vários brindes foram distribuídos de forma dinâmica e inteligente. O público poderia ganhar prêmios sorteados, mas também poderia conquistá-los acertando perguntas sobre a instituição e até mesmo visitando um número simbólico de quatro tendas, o que levaria as pessoas a conhecerem melhor o que estava sendo exposto.
whatsapp-image-2016-10-22-at-18-32-36

E, claro, embora não seja possível mostrar tudo aquilo que o IF oferece em poucas horas de evento, alguns grupos artísticos e culturais formados pelos alunos marcaram presença com apresentações de dança. Estas, juntamente com os estandes que mostravam experimentos construídos pelos discentes, foram de suma importância na divulgação da verdadeira identidade da escola: um local que consegue reunir o estudo e o lazer de forma compatível, permitindo ao aluno que desenvolva diversos talentos e não se torne apenas um profissional eficiente, mas também um cidadão bem resolvido e sociável.
whatsapp-image-2016-10-22-at-19-14-36Embora o propósito fosse principalmente a divulgação da escola, o ponto-chave do IF na Praça foi o modo como as pessoas puderam conhecê-la por outro meio que não fossem os boatos. A maioria das pessoas entrevistadas disse gostar da oportunidade de conhecer melhor uma instituição tão importante que traz diversos benefícios ao município e aos seus habitantes. Mas, claro, nem todo mundo se interessa em sair do senso comum e abrir os olhos para enxergar todos esses pontos positivos. A esses, dedico o slogan do jornal, só que personalizado: falem bem ou falem mal, mas falem do Instituto Federal!

2 comentários em “Falem bem ou falem mal…”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *