(Co)Responda-me

Abraça-me e me aperta hoje,
Como se nosso último dia fosse…
E fala com tua voz doce…

Pra essa minha alma carente
Que acredita realmente
“És meu lado congruente”
E por mais que eu evite e tente,
Existe lá no fundo da minha mente
Um vazio que nem todo mundo sente.
Esse vazio só se preenche
Com minha frieza; ou esse teu sentimento quente
Além da crença que existe um “a gente”.

Portanto me dá atenção,
E me dá tua mão.
Preenche esse vão,
Ou me diz que não
E devolve meu coração
Retira-me de tanta emoção
Ou sejas dela a razão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *