Dear me

Querida eu,

Ontem, enquanto gradativamente anoitecia, fui tomada pela melancolia das lembranças. E hoje acordei com saudades de você.

Tenho estado com você há tantos anos, entretanto nos perdemos muitas vezes uma da outra no caminho, por isso demorei tanto para finalmente conhecê-la bem. Pretendo finalmente ser capaz de conhecê-la por completo e da melhor forma possível a partir de agora.

Eu sei que tem sido forte por todo esse tempo…

Então, me desculpe por tantas vezes tê-la negligenciado.

Desculpe-me por maltratar você.

Desculpe-me por todas as vezes que a fiz chorar, mas principalmente pelas vezes que não permiti que fizesse isso

Desculpe-me por fazê-la se sentir melhor.

Desculpe-me por ter feito você suportar tanto e por fazê-la aceitar tão pouco quando merecia mais.

Desculpe-me por escondê-la mesmo quando você era suficiente e capaz para o mundo.

Desculpe-me por não acreditar em você.

Deve ter sido difícil.

Portanto só posso agradecer… Obrigada por ter sido forte por nós.

É por isso que agora desejo que seja feliz.

Quero que seja a melhor versão que consiga ser e saiba que todo esse tempo fez o seu melhor!

Quero que se pergunte sobre as coisas que deseja “O que você quer fazer? Do que você gosta?”, e quero que se permita sonhar genuinamente. 

Quero que aprenda a amar e a aceitar a forma certa de amor. Você merece alguém que a ame da forma mais sincera que um coração possa amar.

E acima de tudo quero que não tenha mais medo. Os fantasmas do passado devem permanecer onde estão.

Não  quero que se amedontre com as lembranças de quando a machucaram, muito menos com as de quando a machuquei. Você é pura luz para se permitir afundar em trevas. 

Você é todo um universo ardendo em chamas. 

É por isso que a partir de agora quero vê-la sorrir verdadeiramente e com a alma. 

Atenciosamente, eu.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *