A vírgula ausente

Nesta terra brasileira

Sem eira nem beira

Diz, sem dor, o promotor

– Esse, juiz, é corrupto!

 

Mas a gente

Indignada, descrente

Diz também:

– Esse juiz é corrupto!

 

E essa vírgula ausente

Põe-me triste e doente

Ah, tanta corrupção!

Que fizeram de minha nação?

 

Aqui, julgam para si

Governam como se ri

Não há justiça, não há governo

E o povo? Sempre enfermo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *