Poesias

“Com as lágrimas do tempo e o cal do meu dia eu fiz o cimento da minha poesia”
Vinicius de Moraes

Tribunal Parcial

. Sem condições de se imaginarTotalmente parciais em seu julgarFazendo “inocente” um certo popular Superiores a Deus sabe lá o quêToscos em suas ações pelo…

Já é quase amanhã…

Já é quase amanhã, e os movimentos ainda são inertes,Os pensamentos ainda retrógrados, Já é quase amanhã, e os pares de olhos que se fecham…

A solidão de um alguém

Era uma vez um alguém sem destinoNa verdade, era mesmo sem sentidoDizia sentir mesmo sem entender.Amava, sem ser amadoOdiava pela reciprocidadeTudo o que sabia era…

Poesie-se

A poesia não tem forma,Tem história, tem saboresA poesia é deleite pela manhã,É sinfonia de água corrente,O doce aroma da chuva recente.É o amor de…

Não vale a pena

E das vozes mais um canto… Para quantos? Pouco para tantos A todos meus amores Do intenso ao mais brando. O cego amor foi enxergando.…

Eu Sinto Saudades

Eu precisava escreverNem precisa ter rimasApenas das palavras desfazer Não é apenas um simples fatoÉ que não sei como te dizerÀs vezes pareço estar meio…

Beija-flor

Beije, beija-florCom todo seu esplendorBeije, beija-florEnquanto ainda és meu amorBeije, beija-florPara que não desfaleça toda a primaveraBeije, beija-florPara que floresça quem sempre de ti necessitouBeije,…

Tribunal Parcial

. Sem condições de se imaginarTotalmente parciais em seu julgarFazendo “inocente” um certo popular Superiores a Deus sabe lá o quêToscos em suas ações pelo que se vêFrios, colocam a justiça a mercê Simplesmente negam a verdadeTirania mostram com facilidadeFutilmente, ignoram a impunidade Suspeição associam a um “herói nacional”Tendenciosos votam a favor de modo banalFacciosos e sem juízo o julgam imoral Sistema maldito, sujo e imutávelTriste realidade revoltante e lastimávelFaz o povo de idiota, INACEITÁVEL!

Quase uma missão impossível

Foram todas as formas de te amar que te fizeram ir embora Porque não estavas preparado pra que alguém te amasse com tamanha intensidade Quando nem mesmo foste capaz de te amar e entender o que de fato era amor Nessa tua vida Repleta de idas e vindas De pessoas inconstantes Fizeram de ti, esse alguém inseguro com o próprio coração E cansada de aguardar Que o tempo te fizesse completo e preparado Pedi para que partisses Mas tornou-se Quase uma missão impossível Levar uma vida Sem olhar para trás Sabendo que todas as minhas melhores partes foram deixadas contigo…

Já é quase amanhã…

Já é quase amanhã, e os movimentos ainda são inertes,Os pensamentos ainda retrógrados, Já é quase amanhã, e os pares de olhos que se fecham ao infinito ainda crescem,A negligência à vida ainda se eleva, Já é quase amanhã, e o racismo estrutural ainda permeia os aspectos sociais,A cor da pele ainda segrega a sociedade, Já é quase amanhã, e o racismo institucional ainda existe,A violência ainda se dissipa, Já é quase amanhã, e os gritos por clemência ainda são abafados, sufocados,O poder ainda se desequilibra de seu limiar, Já é quase amanhã, e a justiça ainda se distância,Os valores ainda…

Lágrimas de um Poeta

Hoje o lugar mais rico do mundo é o cemitério  A cada dia que se passa ele fica mais valioso Tendo consigo Amores que deveriam ser vividos  Empresas que deveriam ser abertas Muitos sonhos perdidos Que hoje estão todos encobertos pela terra   Hoje a menina chora  O pai negro e pobre saiu para trabalhar  Mas não voltou até agora O fim da história a gente já conhece É a triste história do preto e da bala A bala perfura mesmo que o preto não tenha feito nada    Hoje um homem negro saiu para passear Na sua “terra adorada…

A solidão de um alguém

Era uma vez um alguém sem destinoNa verdade, era mesmo sem sentidoDizia sentir mesmo sem entender.Amava, sem ser amadoOdiava pela reciprocidadeTudo o que sabia era ser negativoSem a coragem de sentir a emoçãoDe viver como há de se viverAgradecendo pelo pouco.Expressando os sentimentos,Para a reciprocidade alcançar,E, talvez, deixar-se ser igualmente amado.Ajudando, mesmo quando muito odiadoEstendendo a mão a inimigos,E abrindo o coração para quem este merecer.É, esse alguém nunca fez isso,Como consequência, morreu de solidãoPerdeu quem o amava, por não expressarE afastou quem sequer o odiava,Por demasiado, imaginar.  

Poesie-se

A poesia não tem forma,Tem história, tem saboresA poesia é deleite pela manhã,É sinfonia de água corrente,O doce aroma da chuva recente.É o amor de verão em versosÉ a aventura do porvirA alegria de uma utopiaPoesia é imaginar o inimaginávelPoesia é sentir, é viver, é sonharAlém do que a vida tem a proporcionar Poesia é realizar.

Não vale a pena

E das vozes mais um canto… Para quantos? Pouco para tantos A todos meus amores Do intenso ao mais brando. O cego amor foi enxergando. E de cada sonho, fui acordando. Me decepcionando… E com tanto tempo me importando Fui cansando. Não, não é sobre minhas dores Nem mesmo os dessabores. Escrevo sobre as cores No peito, lá no esquerdo canto Onde iluminei os seus horrores, Mesmo escutando seus rumores. Não, já não há nenhum espanto De cada precipício me levanto E então me encanto. Pois aprendi me amando Que você não vale a pena. E por isso não terá…

Eu Sinto Saudades

Eu precisava escreverNem precisa ter rimasApenas das palavras desfazer Não é apenas um simples fatoÉ que não sei como te dizerÀs vezes pareço estar meio afastado…Mas sempre o mais perto desejo ficarNão é apenas um sentimento fútilEscrever talvez seja melhor para me expressarTalvez sejaA única maneira que encontrei para te falar Não sei se estou sendo um completo boboOu talvez mais um que passou pela tua vidaAcho que também eu seja um loucoTalvez eu seja um suicida altruístaMe mataria por uma causa deixando de existirUma causa que é apenas te fazer sorrir

Beija-flor

Beije, beija-florCom todo seu esplendorBeije, beija-florEnquanto ainda és meu amorBeije, beija-florPara que não desfaleça toda a primaveraBeije, beija-florPara que floresça quem sempre de ti necessitouBeije, para que não entre em soporE então, te permitirei voarE voarásE um novo amor encontrarás

Leitor!

Eu poderia chamar-me de poeta,Mas tamanha seria minha arrogância,Comparar meus pobres versos,A tantos outros que viveram e morreramEm favor de filosofar em trechos,Caligrafar sentimentos,Amar através das palavras.Queria eu ter tal talento,Enquanto isso, me vejo no relento,Existindo através de autores que não eu.

Deus ex machina

Inverossimilidade da solução,Falta de uma resoluçãoProblemas maiores que eu,Os quais não posso suportar.Quando será seu apogeu? Máquinas, ideologias, filosofiasTodas, Deus ex machina¹Ineficientes, quanto a tudoPrepotententes, quanto a todosPlacebos funestos, é o que são. Paz, amor, honestidadeÉ o que clamam, tolos.Inexistentes são tais fatores,Em tão corruptas mentes,Tão venenosos pensamentos. Soluções mágicas não existemTão pouco, Deus ex machinaContudo, Deus ex sua natura divina², simDeus autem pacis, amor et probitatis³.Em nosso ser, impossíveis, não nEle.¹-Expressão em Latim que designa uma resolução inverossímil dada a um problema dramático. Tradução livre: Deus a partir da máquina²-Tradução livre: Deus a partir de sua natureza divina ³-Tradução…

A brevidade da vida

Vida, o que é a vida?Período de tempo em que o coração ainda palpita?Não, ao meu ver, muito simplista.Então, o que de fato seria?Ah, a vida… ar entrando pelos pulmõesSentimentos e emoções viajando sem interrupções.Viver é muito além do que simplesmente estar vivoÉ a aventura e a incerteza do porvirÉ ter borboletas no estômagoÉ ter uma razão para continuar respirandoÉ lembrar e ser lembradoÉ deixar uma marca na históriaUma vida que não isso, não merece ser vividaUma vida que não isso, não passa de uma sobrevidaUma vida que não isso, é desperdício de tentativas.Viva o que há para ser vividoViva…

Redescubra-se

As leituras são parte de quem eu souDesde os gibis de minha infânciaAté as distopias e romances da adolescênciaCada ponto final, de cada texto que já liCompõem hoje o meu “eu”Como ser indivisível de diversos víveresEu não seria eu, sem diversas vezes ter sido o outroOutro, esse, que também só poderia ser vivido uma vezPorque se tentar revivê-lo, já será um outro alguém.Cada leitura, em cada tempo específico,Deixa em nós marcas inapagáveis.Permita-se viver mais de uma vez, redescobrir e se apaixonar,Leia, porque a leitura nos leva ao desconhecido que há em nós mesmos.

Consciência de nossa sombria autodestruição

Dias obscuros e tenebrosos Cobrem a luz da paz que um dia acreditamos ter Amargas lágrimas para chorar A cada dia mais mortos para enterrar Saudades sem fim da vida que nós tínhamos Na qual não sabíamos como era viver noites e dias em isolamento   Caos nos envolve Angústia, dor e solidão circundam por todos os lados Noites sem sonhos Dias inteiros dentro de um enorme pesadelo   Quando isso terá um fim? Quando voltaremos ao que éramos antes? Quem colocará um fim na pandemia desconcertante?   Juntos sairemos vitoriosos Em um futuro talvez ainda muito distante As horas…

O Tempo

Ó tempo, cruel e evasivo,Tudo rouba, o que outrora fora,Já não mais sendo.Amizades, coleguismo,Meros desconhecidos.Surrupia os “para sempre”,Que, agora, para sempre se foram.Lembranças de um passado utópico,É o que me resta,Se também estas, não decidir levar.O que mais há de roubar?

Antes social

Preso no tempo, preso no espaçoNão posso me movimentar,Nem sequer avançarProibido de sair, em um presente eterno Há dias não vejo o solAs noites estão mais friasMotivos de estresse, antes,Hoje, saudades minhas. Quem diria, o antissocialClamando por uma social.Uma piada do destino,Com quem dizia não quererCom ninguém se envolver. De tanto se isolaremPela natureza foram isoladosSe não morrerem de enfermidadeMorrerão de tédio, então que assim seja. Perdão escola, professores e amigosDa escola, não mais reclamareiAos professores, jamais maldirei,E, meus amigos, um rolê, nunca mais recusarei.

As desaventuras do palhaço Bozo

Que falta na sociedade?… Maturidade. Do seu governo qual a sombra?… Desonra. E com o que ela mais sonha?… Com o “Mito” da Vergonha. Uma democracia que com machista sonha E que no Twitter a ditadura exalta. E um “Mito” que tira mais de quem já tudo falta E até a educação o eleito assalta. Quem a pôs neste socrócio?… O povo e o ócio. O que os levou à perdição?… Faltou educação. E o que os leva à loucura?… Um presidente com moral sem cura. Notável desaventura De um povo burro e plebeu, Que não sabe o que perdeu…

Tribunal Parcial

. Sem condições de se imaginarTotalmente parciais em seu julgarFazendo “inocente” um certo popular Superiores a Deus sabe lá o quêToscos em suas ações pelo…

Já é quase amanhã…

Já é quase amanhã, e os movimentos ainda são inertes,Os pensamentos ainda retrógrados, Já é quase amanhã, e os pares de olhos que se fecham…

A solidão de um alguém

Era uma vez um alguém sem destinoNa verdade, era mesmo sem sentidoDizia sentir mesmo sem entender.Amava, sem ser amadoOdiava pela reciprocidadeTudo o que sabia era…

Poesie-se

A poesia não tem forma,Tem história, tem saboresA poesia é deleite pela manhã,É sinfonia de água corrente,O doce aroma da chuva recente.É o amor de…

Não vale a pena

E das vozes mais um canto… Para quantos? Pouco para tantos A todos meus amores Do intenso ao mais brando. O cego amor foi enxergando.…

Eu Sinto Saudades

Eu precisava escreverNem precisa ter rimasApenas das palavras desfazer Não é apenas um simples fatoÉ que não sei como te dizerÀs vezes pareço estar meio…

Beija-flor

Beije, beija-florCom todo seu esplendorBeije, beija-florEnquanto ainda és meu amorBeije, beija-florPara que não desfaleça toda a primaveraBeije, beija-florPara que floresça quem sempre de ti necessitouBeije,…
1 2 3 4 5 8 9 10 11