Isabella Rodriguês

Dear me

Querida eu, Ontem, enquanto gradativamente anoitecia, fui tomada pela melancolia das lembranças. E hoje acordei com saudades de você. Tenho estado com você há tantos anos, entretanto nos perdemos muitas vezes uma da outra no caminho, por isso demorei tanto para finalmente conhecê-la bem. Pretendo finalmente ser capaz de conhecê-la por completo e da melhor …

Dear me Leia mais »

Ponto Final

Posso ver brilhar em teus olhos Através de tua íris O reflexo dela Não o meu, Jamais o meu Entregue a um deleite juvenil De um êxtase de amor E pela primeira vez não me importo De não ser eu Tua prece fervorosa Teu sorriso mal contado Teus segredos tão bem guardados Teus sonhos calados …

Ponto Final Leia mais »

Consequência

Se dissesse que me ama  E eu por ironia acreditasse  Em uma outra realidade  Talvez fosse verdade  Talvez agora estivéssemos juntos  Se não fôssemos tão covardes  Teríamos tido um belo encontro  Não apenas de toques  Teríamos entrelaçado nossas almas  Numa bela canção A ecoar além da eternidade

A Estrada

Diante de mim Estendia-se, Uma longa estrada Tão vazia, Tão fria, Solitária Observei as árvores Que se enfileiravam Horizontalmente, Cercando-lhe os lados Com folhas mortas E galhos secos Gritou em mim O desespero De uma vida Desordenada Em meus pensamentos Sem rumo Bem a minha frente Encheu-me os olhos As lágrimas Tão ardentes De um …

A Estrada Leia mais »

Erva Daninha

Como erva daninha Crescia Emaranhado em minhas raízes Crescendo de dentro para fora Sugando toda a minha alma Tomou-me os pulsos E roubou-me a voz Gritou teu nome Dolorosamente Atingindo-me o peito, como uma apunhalada E questionei-me Se poderia eu Amar-te Nas entrelinhas de meu coração Sem acreditar que é um veneno A palavra amor …

Erva Daninha Leia mais »

Minha amiga intensidade

São aqueles pontinhos que te salpicam os olhos e temperam a alma  Às vezes ultrapassam a medida  Mas existem aqueles que preferem sempre transbordar nas palavras  É um longo caminho  De tropeços e joelhos ralados  Que sempre tem que contar com curativos Para os ferimentos de um coração hora ou outra machucado  Não sei como …

Minha amiga intensidade Leia mais »

Deixe-me ir

Deixei ir a parte de mim que ainda te queria Deixei ir através das águas de minha alma, as lembranças às quais eu ainda me agarrava Deixei ir as palavras que se prendiam em minha garganta e me sufocavam o ar Deixei ir as esperanças as quais me prendiam pelos pulsos e me faziam prisioneira …

Deixe-me ir Leia mais »

Doce Assassina em série

Crio personagens E os mato todos os dias Assim que viro a página Ao primeiro raio de sol Quando se vai a madrugada E percebo que o faço Para nutrir em meu peito Essa ausência sua Então me auto nomeio, Uma doce assassina em série De um vago amor.

Pecados de Inverno

Sentiu-se exausta, sua alma parecia clamar por descanso, quando fechou a porta atrás de si. Os passos pareciam pesados e lentos demais para alguém que havia insistido em um salto alto com tamanha veemência. Sentia que o casaco sobre os ombros personificavam o peso imaginário que sentia sobre si todas as noites quando apagava as luzes …

Pecados de Inverno Leia mais »

Chame por mim

Chame por mim quando as palavras forem escassas e o tempo for curto Chame por mim quanto estiver frio e o medo consumi-lo Chame por mim na escuridão de seu quarto quando as respostas para os seus dilemas pessoais forem vagas Chame por mim quando seus sentimentos estiverem turbulentos e se expressar se torne impossível …

Chame por mim Leia mais »

Ignorância ou racismo

Somos leigos, ora somos leigos, meu caro amigo Tenho fome e tenho sede Tenho desejo Somos leigos, ora somos leigos, meu caro amigo Busco conhecimento Procuro, e procuro Anseio por minha história e não encontro registro Somos leigos, ora somos leigos, meu caro amigo Sou dessa terra estranha Que se esconde atrás de uma máscara …

Ignorância ou racismo Leia mais »

Apenas mais uma mulher

Era jovem Tinha pele alva Caminhava sozinha pelas ruas Altas horas da madrugada Usava short curto Mas nunca dizia nada Atravessava a calçada a cada homem que passava Temia a sociedade Cruel, que a julgava Era apenas uma mulher de opinião própria Que andava de cabeça erguida ignorando as opiniões que de promíscua lhe denominava …

Apenas mais uma mulher Leia mais »

Assim como o Outono

Assim como no outono, caem as folhas de meu intelecto e assisto brandamente ao seu quebrar. Caem ao longe e vagueiam pelas brisas, vão embora e são arrancadas tão facilmente quanto um dia chegaram. Assim como no outono, sinto a brisa bater forte, gélida, fazendo meus fracos ossos estremecerem, racharem tão fácil quanto um mísero …

Assim como o Outono Leia mais »

Born To Die

Durante quatro longos anos, Ryan MacKechnie havia se escondido no dúbio conforto das sombras de sua alma, julgando ser o único lugar digno para a imagem monstruosa que criara de si mesmo. Sentado no banco do Dodge Charger 1968, deixou que o cigarro dependurasse no canto de seus lábios e ignorou a brisa gélida e …

Born To Die Leia mais »